SEMEADURA DE SOJA EM FUNÇÃO DE MECANISMOS DOSADORES E VELOCIDADE OPERACIONAL

  • Tiago Pereira da Silva Correia Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.
  • Arthur Gabriel Caldas Lopes
  • Francisco Faggion
  • Paulo Roberto Arbex Silva
  • Saulo Fernando Gomes de Sousa

Resumo

SEMEADURA DE SOJA EM FUNÇÃO DE MECANISMOS DOSADORES E VELOCIDADE OPERACIONAL

 

TIAGO PEREIRA DA SILVA CORREIA1, ARTHUR GABRIEL CALDAS LOPES1, FRANCISCO FAGGION1, PAULO ROBERTO ARBEX SILVA2, SAULO FERNANDO GOMES DE SOUSA3

 

1 Faculdade de Agronomia e Med. Veterinária, Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, CEP70910-900, Brasil, tiagocorreia@unb.br, Arthur.grb10@gmail.com, ffaggion@yahoo.com

2 Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Botucatu, São Paulo, Brasil, paulo.arbex@unesp.br

3 Agroefetiva consultoria Ltda, Botucatu, São Paulo, Brasil, saulofgs@hotmail.com

 

RESUMO: Dentre os mecanismos distribuidores de sementes disponíveis ao produtor de grãos, o de disco horizontal é amplamente utilizado, podendo ser convencional ou com tecnologia Titanium. Independentemente da escolha, ambos devem proporcionar correta distribuição longitudinal de sementes no sulco de semeadura, sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição longitudinal de sementes de soja por mecanismo dosador de disco horizontal convencional e Titanium em diferentes velocidades de semeadura. O experimento foi realizado em campo experimental do Laboratório de Mecanização Agrícola da Universidade de Brasília. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 3, sendo dosadores de sementes (convencional e Titanium) e velocidades de semeadura (4,5, 6,2 e 8,2 km h-1), com quatro repetições. Foram realizadas avaliações de espaçamentos aceitáveis, falhas e duplas; índice de precisão e desempenho qualitativo dos dosadores. Os dados foram submetidos à análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey (p ≤ 5%). Velocidade de semeadura maior que 4,5 km h-1 provoca maior índice de falhas e duplas e diminui a precisão dos dosadores de disco horizontal. A 8,2 km h-1, o índice de aceitáveis do Titanium é 17% maior, falhas 33% menor e a precisão 19,8% maior.

 

Palavras-chaves: distribuição longitudinal, falhas, plantabilidade, Titanium.

 

SOYBEAN SOWING IN FUNCTION OF DOSING MECHANISMS AND OPERATIONAL SPEED

 

ABSTRACT: Among the seed distribution mechanisms available to the grain producer, the horizontal disc is widely used, and can be conventional or with Titanium technology. Regardless of the choice, both should provide correct longitudinal distribution of seeds in the sowing furrow, therefore, the objective of the work was to evaluate the longitudinal distribution of soybean seeds per conventional horizontal disc dosing mechanism and Titanium at different sowing speeds. The experiment was carried out in an experimental field at the Agricultural Mechanization Laboratory at the University of Brasília. The experimental design used was completely randomized in a 2 x 3 factorial scheme, with seed dosing device (Conventional and Titanium) and sowing speeds (4.5; 6.2 and 8.2 km h-1), with four replications. Evaluations of acceptable, failure and double spacing were performed; precision index and qualitative performance of dosing device. The data were subjected to analysis of variance and comparison of means by the Tukey test (p ≤ 5%). Sowing speed greater than 4.5 km h-1 causes a higher rate of failures and doubles and decreases the precision of the horizontal disk dosing. The speed of 8.2 km h-1 the acceptable rate of Titanium is 17% higher, failure is 33% lower and the precision 19.8% higher.

 

Keywords: longitudinal distribution, flaws, plantability, Titanium.

Biografia do Autor

Tiago Pereira da Silva Correia, Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

RESIDÊNCIA EM CIÊNCIAS AGRÁRIA PELA FCA/UNESP, MESTRADO E DOUTORADO PELA MESMA INSTITUIÇÃO NO PROGRAMA ENERGIA NA AGRICULTURA.

Publicado
2020-06-26
Seção
Automação e Otimização de Máquinas e Equipamentos Agrícolas