CARACTERIZAÇÃO DO POTENCIAL EÓLICO EM SEROPÉDICA (RJ)

Dione Galvão da Silva, Roberto Precci Lopes, Daniel Fonseca de Carvalho

Resumo


Propriedades rurais com limitação de energia elétrica podem ser beneficiadas da energia eólica para atividades que demandam baixos potenciais na agricultura familiar. No entanto, requer estudos preliminares sobre o potencial eólico da região. A existência de uma série temporal de observações da velocidade e direção do vento a uma altura adequada é um requisito básico e indispensável para avaliação desse potencial. O objetivo do trabalho foi caracterizar o comportamento dos ventos e o potencial eólico para Seropédica-RJ, baseados em dados de velocidade média diária do ventos do período de 1961 a 1994, e em dados de direção de ventos entre o período de 2005 a 2009, coletados a 10 m de altura. Os quadrantes de direção eólica Oeste-Sudoeste e Leste-Sudeste apresentam maior predominância dos ventos, sendo preferenciais para o funcionamento de aerogeradores de pequeno porte. A velocidade média dos ventos foi de 2,94 m.s-1, enquanto a densidade de potencial foi de 29,3 W m-2, os quais são considerados baixos para o aproveitamento comercial da energia eólica, porém é viável para aplicações práticas como bombeamento de água e geração de energia elétrica para sistemas que demandam pequena potência.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17224/EnergAgric.2013v28n3p185-192