DINÂMICA DA ÁGUA NOS RESÍDUOS CULTURAIS EM UM SISTEMA IRRIGADO

  • Marta Rodrigues da Rocha Universidade Federal de Santa Maria
  • Reimar Carlesso Universidade Federal de Santa Maria; Professor do Departamento de Engenharia Rural.
  • Mirta Teresinha Petry Universidade Federal de Santa Maria; Professora do Departamento de Engenharia Rural.
  • Laudenir Juciê Basso Universidade Federal de Santa Maria; Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola.
  • Sônia Thais Menegaz Universidade Federal de Santa Maria, Graduando em Agronomia.

Resumo

DINÂMICA DA ÁGUA NOS RESÍDUOS CULTURAIS EM UM SISTEMA IRRIGADO

 

 

MARTA RODRIGUES DA ROCHA1; REIMAR CARLESSO2; MIRTA TERESINHA PETRY3; LAUDENIR JUCIÊ BASSO4 E SÔNIA THAIS MENEGAZ5

 

1Doutora em Engenharia Agrícola, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola (PPGEA), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Av. Roraima, n°1000 – Camobi, Santa Maria/ RS/ Brasil, CEP: 97105-900, marta.da.rocha@gmail.com;

2Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Engenharia Rural, Av. Roraima, n°1000 – Camobi, Santa Maria/ RS/ Brasil, CEP: 97105-900, Santa Maria, RS. reimar.carlesso@gmail.com;

3 Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Engenharia Rural, Av. Roraima, n°1000 – Camobi, Santa Maria/ RS/ Brasil, CEP: 97105-900, Santa Maria, RS, UFSM, mirta.petry@gmail.com;

 4Mestrando do PPGEA, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Av. Roraima, n°1000 – Camobi, Santa Maria/ RS/ Brasil, CEP: 97105-900, laudejb@gmail.com;

 5Mestranda em Ciência do Solo e Qualidade da Água, Universidade de Minnesota, Minneapolis, MN 55455, Saint Paul/ Minnesota/ EUA, soniathaismenegaz@gmail.com.

 

 

1 RESUMO

 

A redução da evaporação e maior conservação de água no solo são apontados como as vantagens da manutenção dos resíduos na superfície do solo, no Sistema Plantio Direto. Quantificar com acurácia a água conservada no solo é necessário, uma vez que, os efeitos benéficos são controversos. Por outro lado, uma intensa camada de resíduos pode reter grande parte da água de irrigação ou da chuva quando as lâminas forem pequenas, além de dificultar as operações de semeadura. Assim, o objetivo desse trabalho foi quantificar a interceptação de água de irrigação pelos resíduos culturais e o seu efeito nos componentes do balanço hídrico do solo. Para tanto, foi conduzido um experimento na Universidade Federal de Santa Maria, durante 60 dias, nos anos de 2013 e 2014, sob uma cobertura móvel, em parcelas de 9 m2. Utilizou-se um delineamento bi-fatorial, com três repetições, onde o fator A foi constituído de três níveis de cobertura do solo: 0; 2 e 4 t ha-1 de resíduos de aveia preta. O fator B foi constituído de três lâminas de irrigação (menor, intermediária e maior). Após cada evento de irrigação, uma amostra de 0,09 m2 de resíduos vegetais era coletada e pesada, em intervalos de 0; 3; 6 e 24 horas após a irrigação, a fim de medir a água retida pelos resíduos. O conteúdo de água no solo foi monitorado em cada unidade experimental, até a profundidade de 85 cm, utilizando-se um conjunto de sensores FDR (Reflectometria de domínio de frequência). O balanço hídrico do solo foi determinado pela relação entre a lâmina aplicada, subtraída da lâmina infiltrada, a água retida pelo resíduo vegetal e da lâmina evaporada, após cada evento de irrigação. O uso de cobertura sobre o solo é uma maneira eficiente para reduzir a Es, entretanto a água interceptada pelos resíduos vegetais é evaporada, e esta perda deve ser considerada, especialmente quando se trata de pequenas e frequentes lâminas de irrigação por aspersão.

 

Palavras-chave: Balanço Hídrico do Solo, Evaporação, Interceptação.

 

 

ROCHA, M. R.; CARLESSO, R.; PETRY, M. T.; BASSO, L. J.; MENEGAZ, S. T.

WATER DYNAMICS IN AN IRRIGATED SYSTEM’S CROP RESIDUES

2 ABSTRACT

 

Accurately quantifying soil water storage is necessary, since the beneficial effects of a thick mulch layer are controversial. Nevertheless, an intense layer of mulch can retain much of the small irrigation depths or precipitation, as well as hamper sowing operations. The intent of this paper is to quantify  water interception by crop residues and the effect in the water balance components in the soil. The experiment was conducted in the Federal University of Santa Maria, during 60 days, in 2013 and 2014, under rainout shelter, in 9 m2 plots. Bi- factorial delineation was used, with three repetitions, where factor A was constituted of three levels of soil mulching: 0; 2 and 4 t ha-1 of dry black oat residues. Factor B was constituted of three irrigation depths. After every irrigation event, a sample of 0.09 m² of crop residues was collected and weighted, in a time interval of 0; 3; 6 and 24 hours after irrigation, in order to measure the residues retained water. Soil water content was monitored in each experimental unit, to the depth of 85 cm, using a set of FDR sensors (Frequency domain reflectometers). The soil water balance was determined by the relation between irrigation depth applied, subtracted from the infiltrated irrigation depth, the water retained by the residues and the evaporated irrigation depth, after every irrigation event.

 

Keywords: Water balance, Evaporated, Interception.

Biografia do Autor

Marta Rodrigues da Rocha, Universidade Federal de Santa Maria
Eng. Agrônoma, Dra.
Reimar Carlesso, Universidade Federal de Santa Maria; Professor do Departamento de Engenharia Rural.
Eng. Agrônomo, PhD.
Mirta Teresinha Petry, Universidade Federal de Santa Maria; Professora do Departamento de Engenharia Rural.
Eng. Agrônoma, Dra.
Laudenir Juciê Basso, Universidade Federal de Santa Maria; Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola.
Eng. Agrônomo.
Publicado
2018-12-21
Seção
Artigos