ALTURA DE PLANTAS E DIÂMETRO DE COLMOS DE SORGO FORRAGEIRO IRRIGADO EM FUNÇÃO DE CORTES

  • Jardel Henrique Kirchner Universidade Federal de Santa Maria
  • Adroaldo Dias Robaina Universidade Federal de Santa Maria
  • Marcia Xavier Peiter Universidade Federal de Santa Maria
  • Rogério Ricalde Torres Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul- Campus Vacaria
  • Wellington Mezzomo Universidade Federal de Santa Maria
  • Ricardo Benetti Rosso Instituto Federal Catarinense - Campus Concórdia

Resumo

ALTURA DE PLANTAS E DIÂMETRO DE COLMOS DE SORGO FORRAGEIRO IRRIGADO EM FUNÇÃO DE CORTES

 

 

JARDEL HENRIQUE KIRCHNER1; ADROALDO DIAS ROBAINA2; MARCIA XAVIER PEITER3; ROGÉRIO RICALDE TORRES4; WELLINGTON MEZZOMO5 E RICARDO BENETTI ROSSO6

 

1 Eng. Agrônomo, Doutor, Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Rua Nelsi Ribas Fritsch, nº 1111, bairro Esperança, Ibirubá, RS, Brasil, CEP: 98200-000, jardel.kirchner@ibiruba.ifrs.edu.br.

Eng. Agrônomo, Doutor, Professor Titular do Departamento de Engenharia Rural, UFSM, Avenida Roraima, nº 1000, bairro Camobi, Santa Maria, RS, Brasil, CEP: 97195-000, diasrobaina@gmail.com.

3 Eng. Agrônoma, Doutora, Professora Associada do Departamento de Engenharia Rural, UFSM, Avenida Roraima, nº 1000, bairro Camobi, Santa Maria, RS, Brasil, CEP: 97195-000, mpeiter@gmail.com.

4 Eng. Agrônomo, Doutor, Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Rua Eng. João Viterbo de Oliveira, nº 3061, Zona Rural, Vacaria, RS, Brasil, CEP: 95219-899, rogerio.torres@vacaria.ifrs.edu.br.

5 Eng. Agrônomo, Mestre, Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, UFSM, Avenida Roraima, nº 1000, bairro Camobi, Santa Maria, RS, Brasil, CEP: 97195-000, wmezzomo@hotmail.com.

6 Eng. Agrônomo, Doutor, Professor no Instituto Federal Catarinense, Rodovia SC 283 - km 17, Concórdia, SC, Brasil, CEP: 89703-720, ricardo.rosso @ifc.edu.br. 

 

 

1 RESUMO

 

A obtenção de elevadas produtividades de pastagens é essencial para a manutenção dos níveis alimentares de rebanhos bovinos. A altura de plantas e o diâmetro de colmos caracterizam-se como determinantes no sucesso produtivo da pastagem pela quantidade de massa produzida. Um dos fatores que alteram esses índices são as precipitações irregulares, tornando necessária a reposição da demanda através da irrigação. O objetivo do trabalho foi avaliar o diâmetro de colmos e a altura de plantas sob diferentes condições hídricas e cortes no sorgo forrageiro, em dois anos agrícolas no estado do Rio Grande do Sul. Foram conduzidos dois experimentos nos anos agrícolas de 2015/2016 e 2016/2017 em Santa Maria (RS), e foram avaliadas as alturas de plantas e os diâmetros de colmos em seis condições hídricas (não irrigado, 25, 50, 75, 100 e 125 % da ETo), em três períodos de cortes (50, 80 e 110 dias após a semeadura) em delineamento blocos ao acaso. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para a variação da altura de plantas e também do diâmetro de colmos, tanto conforme a lâmina de irrigação, quanto na sequência de cortes.

 

Palavras chave: pastagem irrigada, capacidade de rebrote, irrigação.

 

 

KIRCHNER, J. H.; ROBAINA, A. D.; PEITER, M. X.; TORRES, R. R.; MEZZOMO, W.; ROSSO, R. B.

HEIGHT OF PLANTS AND DIAMETER OF STEMS OF SORGHUM FORAGE IRRIGATED BY CUTS

 

 

 

 

2 ABSTRACT

 

Achieving high pasture yields is essential for maintaining feed levels in cattle herds. Plant height and stem diameter are determinants of pasture production success by the amount of mass produced. One of the factors that change these rates is irregular rainfall, making it necessary to replenish demand through irrigation. The objective of this work was to evaluate stem diameter and plant height under different water conditions and forage sorghum cuts in two agricultural years in the state of Rio Grande do Sul. Two experiments were conducted in the agricultural years of 2015/2016 and 2016/2017 in Santa Maria / RS, and plant heights and stem diameters were evaluated in six water conditions (non-irrigated, 25, 50, 75, 100 and 125% of ETo), in three cutting periods (50, 80 and 110 days after sowing) in a randomized block design. Statistically significant differences were found for plant height and stem diameter variation, both according to irrigation depth and cut sequence.

 

Keywords: irrigated pasture, regrowth capacity, irrigation.

Publicado
2020-06-02
Seção
Artigos