ÍNDICES FISIOLÓGICOS E CRESCIMENTO DE PORTA-ENXERTOS DE CAJUEIRO SOB ESTRESSE SALINO E CONCENTRAÇÕES DE PROLINA

Autores

  • Leandro de Pádua Souza UFCG
  • Reginaldo Gomes Nobre
  • Hans Raj Gheyi
  • Reynaldo Teodoro de Fátima
  • Geovani Soares de Lima
  • Genilson Lima Diniz

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2021v1n1p169-183

Resumo

ÍNDICES FISIOLÓGICOS E CRESCIMENTO DE PORTA-ENXERTOS DE CAJUEIRO SOB ESTRESSE SALINO E CONCENTRAÇÕES DE PROLINA

 

 

LEANDRO DE PÁDUA SOUZA1; REGINALDO GOMES NOBRE2; HANS RAJ GHEYI1; REYNALDO TEODORO DE FATIMA1; GEOVANI SOARES DE LIMA1 E GENILSON LIMA DINIZ3

 

1 Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande, Aprígio Veloso, 882, Universitário, 58428-830, Campina Grande, Paraíba, Brasil. E-mail:. engenheiropadua@hotmail.com; hans@agriambi.com.br; reynaldo.t16@gmail.com; geovanisoareslima@gmail.com

2 Departamento de Ciências e Tecnologia (DCT), Universidade Federal Rural do Semi-árido. Centro Multidisciplinar de Caraúbas, BR 233, km 01, Sítio Esperança II, Zona rural, Caraúbas - RN, CEP 59780-000. E-mail: reginaldo.nobre@ufersa.edu.br

3 Unidade Acadêmica de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Campina Grande, Jairo Vieira Feitosa, 1770, Pereiros, 58840-000, Pombal, Paraíba, Brasil. E-mail. genilsondiniz02@hotmail.com

 

 

1 RESUMO

 

Na região semiárida a baixa disponibilidade de água de boa qualidade tem se tornado um sério problema para expansão da agricultura, sendo necessário o uso de água com teores elevados de sais. Neste contexto, objetivou-se avaliar os índices fisiológicos e crescimento de clones de cajueiro submetidos à diferentes salinidades da água e aplicação exógena de prolina. O trabalho foi conduzido em condições de casa de vegetação em delineamento de blocos casualizados, distribuídos em fatorial 5 x 4 x 2, correspondente a cinco níveis de condutividades elétricas da água - CEa (0,3; 1,0; 1,7; 2,4 e 3,1 dS m-1), quatro concentrações de prolina - CP (0; 4; 8 e 12 mM) e dois clones de cajueiro (CCP 76 e Faga 11) com três repetições e duas plantas por parcela. A irrigação com água salina limita os índices fisiológicos dos porta-enxertos de cajueiro, no entanto, a CEa de até 2,3 dS m-1 promoveu reduções aceitáveis de menos de 10% nestas variáveis. O clone CCP 76 se destacou apresentando maior alocação de fitomassa seca de folha. A aplicação de prolina na concentração de 7,4 mM promoveu maior alocação de fitomassa seca de caule dos porta-enxertos de cajueiro irrigados com águas salinas.

 

Palavras-chave: Anacardium occidentale L., escassez hídrica, atenuante

 

 

SOUZA, L. de P; NOBRE, R. G; GHEYI, H. R; FATIMA, R. T. de; LIMA, G. S. de; DINIZ, G. L.

PHYSIOLOGICAL INDICES AND GROWTH OF CASHEW CLONES UNDER SALT STRESS AND PROLINE APPLICATION

 

 

2 ABSTRACT

 

In the semi-arid region, the low availability of good quality water has become a serious problem for the expansion of agriculture, requiring the use of water with high levels of salts. In this context, this study aimed to evaluate the physiological indices and growth of cashew clones subjected to different salinity of water and exogenous application of proline. The study was conducted under greenhouse conditions in a randomized block design, distributed in a factorial 5 x 4 x 2, corresponding to five levels of electrical conductivity of the water - ECw (0.3; 1.0; 1.7; 2.4 and 3.1 dS m-1), four proline concentrations - PC (0; 4; 8 and 12 mM) and two cashew clones (CCP 76 and Faga 11) with three replicates and two plants per plot. Irrigation with saline water limits the physiological indices of cashew rootstocks; however, ECw up to 2.3 dS m-1 promoted acceptable reductions of less than 10% in these variables. Clone CCP 76 stood out with greater allocation of phytomass. The application of proline at a concentration of 7.4 mM promoted a greater allocation of stem dry phytomass of the cashew rootstocks irrigated with saline water.

 

Keywords: Anacardium occidentale L., water scarcity, mitigating

Downloads

Publicado

2021-06-14

Como Citar

SOUZA, L. de P. .; NOBRE, R. G.; GHEYI, H. R. .; DE FÁTIMA, R. T.; LIMA, G. S. de; DINIZ, G. L. ÍNDICES FISIOLÓGICOS E CRESCIMENTO DE PORTA-ENXERTOS DE CAJUEIRO SOB ESTRESSE SALINO E CONCENTRAÇÕES DE PROLINA. IRRIGA, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 169–183, 2021. DOI: 10.15809/irriga.2021v1n1p169-183. Disponível em: https://irriga.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4242. Acesso em: 20 set. 2021.