CRESCIMENTO DO CAFEEIRO CONILON CULTIVAR “ES8122-JEQUITIBÁ” EM FUNÇÃO DA FRAÇÃO DE ÁGUA TRANSPIRÁVEL NO SOLO

  • Wilian Rodrigues Ribeiro Universidade Federal do Espírito Santo
  • Vinicius Agnolette Capelini Universidade Federal de Viçosa
  • Daniel Soares Ferreira Universidade federal do Espírito Santo
  • Morgana Scaramussa Gonçalves Universidade federal do Espírito Santo
  • Edvaldo Fialho dos Reis Universidade federal do Espírito Santo

Resumo

CRESCIMENTO DO CAFEEIRO CONILON CULTIVAR “ES8122-JEQUITIBÁ” EM FUNÇÃO DA FRAÇÃO DE ÁGUA TRANSPIRÁVEL NO SOLO

 

 

WILIAN RODRIGUES RIBEIRO1; VINICIUS AGNOLETTE CAPELINI2; DANIEL SOARES FERREIRA3; MORGANA SCARAMUSSA GONÇALVES1 E EDVALDO FIALHO DOS REIS1

 

1Departamento de Engenharia Rural, Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal do Centro de Ciências Agrárias e Engenharias da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES, Alto Universitário S/N, Bairro Guararema, CEP: 29.500.000, Alegre, ES, Brasil, wilianrodrigues@msn.com; morganascg@gmail.com; edreis@cca.ufes.br.

2Departamento de Engenharia Rural, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Rural da Universidade Federal de Viçosa - UFV, Avenida Peter Henry Rolfs, S/N, Campus Universitário, CEP: 36.570.900, Viçosa, MG, Brasil, vinicius91ac@hotmail.com.

³Departamento de Fitotecnia, Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa - UFV, Avenida Peter Henry Rolfs, S/N, Campus Universitário, CEP: 36.570.900, Viçosa, MG, Brasil, daniel.s.soares@ufv.br.

 

 

1 RESUMO

 

O Estado do Espírito Santo destaca-se como maior produtor de café conilon do Brasil, porém a deficiência hídrica tem sido o fator abiótico mais limitante da produção. Desta forma, objetivou-se neste trabalho, quantificar a influência do déficit hídrico no solo, pela metodologia da fração de água transpirável do solo (FATS), verificando o valor crítico onde se inicia a redução da transpiração relativa (TR), e do potencial de crescimento das plantas, através das variáveis: área foliar relativa (AFR) e altura relativa (ALR). O presente estudo foi desenvolvido em casa de vegetação da Universidade Federal do Espírito Santo, localizada no município de Alegre-ES. Utilizaram-se os nove clones que compõe a cultivar “ES8122-Jequitibá”, espécie Coffea canephora. O experimento foi constituído de dois tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram: T0 (sem déficit hídrico, plantas irrigadas durante todo experimento) e T1 (déficit hídrico induzido até as plantas atingirem 10% da transpiração relativa do tratamento T0). Verificou-se que cada clone apresentou um comportamento específico em função do decréscimo FATS. O clone 02 foi o mais susceptível, apresentando redução da transpiração em valores de 0,90 da FATS. O clone 09 mais resistente, mantendo o processo transpiratório constante até valores de 0,56 da FATS.

 

Palavras-chave: déficit hídrico, Coffea canephora, fats, irrigação.

 

 

RIBEIRO, W. R.; CAPELINI, V. A.; FERREIRA, D. S.; GONÇALVES, M. S.; REIS, E. F.

GROWTH OF COFFEE CONILON CULTIVAR “ES8122-JEQUITIBÁ” AS FUNCTION OF  TRANSPIRABLE WATER FRACTION IN SOIL     2 ABSTRACT The state of Espirito Santo stands out as the largest producer of Conilon coffee in Brazil, but water deficit has been the most limiting abiotic factor of production. Thus, the objective of this work was to quantify the influence of water deficit on the soil, by the fraction of transpirable soil water (FTSW) methodology, verifying the critical value where the reduction of relative transpiration (RT), and the potential plant growth, through the variables: relative leaf area (RLA) and relative height (RH). The present study was conducted in a greenhouse of the Federal University of Espírito Santo, located in the city of Alegre-ES. The nine clones that make up the cultivar “ES8122-Jequitibá”, species Coffea canephora, were used. The experiment consisted of two treatments and four repetitions. The treatments were: T0 (without water deficit, plants irrigated during the whole experiment) and T1 (induced water deficit until the plants reached 10% of the relative transpiration of treatment T0). Each clone showed a specific behavior as  function of the FTSW decrease. Clone 02 was the most susceptible, presenting a reduction in sweating by FTSW values ​​of 0.90. The most resistant, clone 09, kept the transpiratory process constant up to FTSW values ​​of 0.56.

 

Keywords: water deficit, Coffea canephora, FTSW, irrigation.

Biografia do Autor

Wilian Rodrigues Ribeiro, Universidade Federal do Espírito Santo
Mestrando em produção vegetal do programa de pós graduação do centro de ciências agrárias e engenharias da universidade federal do Espírito Santo. (CCAE-UFES)
Vinicius Agnolette Capelini, Universidade Federal de Viçosa
Mestrando do programa de pós graduação em Engenharia agrícola da Universidade Federal de Viçosa
Daniel Soares Ferreira, Universidade federal do Espírito Santo
Mestrando em produção vegetal do programa de pós graduação do centro de ciências agrárias e engenharias da universidade federal do Espírito Santo. (CCAE-UFES)
Morgana Scaramussa Gonçalves, Universidade federal do Espírito Santo
Doutoranda em produção vegetal do programa de pós graduação do centro de ciências agrárias e engenharias da universidade federal do Espírito Santo. (CCAE-UFES)
Edvaldo Fialho dos Reis, Universidade federal do Espírito Santo
Dr. Prof. titular do departamento de Engenharia Rural da universidade federal do Espírito Santo. (CCAE-UFES).
Publicado
2019-06-12
Seção
Artigos