CONSUMO HÍDRICO E EXIGÊNCIA TÉRMICA DA PALMA FORRAGEIRA EM AMBIENTE SEMIÁRIDO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2021v1n1p110-128

Resumo

CONSUMO HÍDRICO E EXIGÊNCIA TÉRMICA DA PALMA FORRAGEIRA EM AMBIENTE SEMIÁRIDO

 

 

ANTÔNIO SUASSUNA DE LIMA1; PATRÍCIA FERREIRA DA SILVA2 ; RIGOBERTO MOREIRA DE MATOS3; JOSÉ DANTAS NETO4; LUCIANO MARCELO FALLÉ SABOYA5  E HERMES ALVES DE ALMEIDA6

 

1Doutor em Engenharia Agrícola, Rua Aprígio Veloso, 882 - Universitário, Campina Grande - PB, Brasil, 58428-830, e-mail: suassunaagro@gmail.com

2Pós- doutoranda em Engenharia e Gestão dos Recursos Naturais, Rua Aprígio Veloso, 882 - Universitário, Campina Grande - PB, Brasil, 58428-830, e-mail: patrycyafs@yahoo.com.br

3Doutor em Engenharia Agrícola, Rua Aprígio Veloso, 882 - Universitário, Campina Grande - PB, Brasil, 58428-830, e-mail: rigobertomoreira@gmail.com.

 4Professor Doutor, Universidade Federal de Campina Grande, Unidade Acadêmica de Engenharia Agrícola,  Rua Aprígio Veloso, 882 - Universitário, Campina Grande - PB, Brasil, 58428-830, e-mail: zedantas1955@gmail.com.

5Professor Doutor, Universidade Federal de Campina Grande, Unidade Acadêmica de Engenharia Agrícola,  Rua Aprígio Veloso, 882 - Universitário, Campina Grande - PB, Brasil, 58428-830, e-mail: lsaboya@hotmail.com.

6Professor Doutor, Universidade Estadual da Paraíba, Rua Baraúnas, 351 - Universitário, Campina Grande - PB, 58429-500, Brasil, e-mail: hermes_almeida@uol.com.br.

 

 

1 RESUMO

 

O objetivo deste estudo foi avaliar o consumo hídrico e estabelecer a exigência térmica de três variedades de palma forrageira nas diferentes fases de desenvolvimento em ambiente semiárido. O experimento foi desenvolvido em condições de campo no munícipio de Santa Luzia, PB, Fazenda Poço Redondo. Para a determinação da evapotranspiração da cultura (ETc), foram utilizados três lisímetros de drenagem localizados no centro da área experimental. Cada lisímetro continha quatro plantas com características semelhantes e sob o mesmo sistema de manejo das plantas externas. Um quarto lisímetro foi utilizado com grama para determinar a evapotranspiração de referência ET0.  Cada lisímetro representa uma área efetiva de evaporação de 1,17 m2. Pela ordem de emissão dos cladódios juntamente com o somatório de graus dias determinou-se as quatro fenofases da palma forrageira. A evapotranspiração de referência foi de 7,2 mm dia-1. Os valores de evapotranspiração da cultura ETc e coeficiente de cultivo (Kc), foram respectivamente: 4,8; 4,8 e 4,6 mm dia-1 e 0,72; 0,70 e 0,70, para as variedades orelha de elefante, baiana e miúda. A temperatura basal foi de 18 °C e a soma térmica acumulada no período foi superior a 4000 °C.

 

Keywords: coeficiente de cultivo, fases fenológicas, graus-dias, temperatura base. 

 

 

LIMA, A. S.; SILVA, P. F.; MATOS, R. M.; DANTAS NETO, J.; SABOYA; L. M. F.; ALMEIDA, H. A.

WATER CONSUMPTION AND THERMAL REQUIREMENT OF THE FORAGE PALM IN A SEMIARID ENVIRONMENT

 

 

 

2 ABSTRACT

 

This study aimed to evaluate the water consumption and establish the thermal requirement of three varieties of forage palm in different stages of development in a semiarid environment. The experiment was conducted under field conditions in the municipality of Santa Luzia, PB, Poço Redondo Farm. To determine the culture evapotranspiration (ETc), three drainage lysimeters located in the center of the experimental area was used. Each lysimeter contained four plants with similar characteristics and under the same management system as the external plants. The fourth lysimeter was used with grass to determine the reference evapotranspiration ET0. Each lysimeter represents an effective evaporation area of 1.17 m2. By the order of emission of the cladodes with the sum of degree days, the four phenophases of the forage palm were determined. The reference evapotranspiration was 7.2 mm dia-1. The evapotranspiration values of ETc culture and cultivation coefficient (Kc), were respectively: 4.8; 4.8 and 4.6 mm dia-1 and 0.72; 0.70 and 0.70, for Orelha the Elefante, Baiana and Miúda varieties. The basal temperature was 18 °C and the thermal sum accumulated in the period was over 4000 °C.

 

Keywords: cultivation coefficient, phenological phases, degree-days, base temperature.

Biografia do Autor

Antônio Suassuna de Lima, Universidade Federal de Campina Grande

Doutor em Engenharia Agrícola  pela Universidade Federal de Campina Grande

Patrícia Ferreira da Silva, Universidade Federal de Campina Grande

Pós-Doutoranda  em Engenharia e Gestão dos Recursos Naturais Pela Universidade Federald e Campina Grande

Rigoberto Moreira de Matos, Universidade Federal de Campina Grande

Doutor em Engenharia Agrícola Pela Universidade Federal de Campina Grande

José Dantas Neto, Universidade Federal de Campina Grande

Professor Doutor, Universidade Federal de Campina Grande, Unidade Acadêmica de Engenharia Agrícola

Hermes Alves de Almeida, Universidade Estadual da Paraíba

 

Professor Doutor, Universidade Estadual da Paraíba

Luciano Marcelo Fallé Saboya, Universidade Federal de Campina Grande

Professor Doutor, Universidade Federal de Campina Grande

Downloads

Publicado

2021-06-14

Como Citar

LIMA, A. S. de; SILVA, P. F. da; MATOS, R. M. de .; DANTAS NETO, J. .; ALMEIDA, H. A. de; SABOYA, L. M. F. . CONSUMO HÍDRICO E EXIGÊNCIA TÉRMICA DA PALMA FORRAGEIRA EM AMBIENTE SEMIÁRIDO. IRRIGA, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 110–128, 2021. DOI: 10.15809/irriga.2021v1n1p110-128. Disponível em: https://irriga.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4244. Acesso em: 20 set. 2021.