CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO DE RESERVATÓRIOS DE ÁGUA DOCE DERIVADOS DE DADOS SRTM E ALOS – PALSAR

Autores

  • Yesica Ramirez Flores Universidade Federal de Santa Maria
  • Adroaldo Dias Robaina Universidade Federal de Santa Maria
  • Marcia Xavier Peiter Universidade Federal de Santa Maria
  • Miguel Chaiben Neto Universidade Federal de Santa Maria
  • Silvana Antunes Rodrigues Universidade Federal de Santa Maria
  • Jéssica Dariane Piroli Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.15809/irriga.2021v26n3p525-542

Resumo

 

CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO DE RESERVATÓRIOS DE ÁGUA DOCE DERIVADOS DE DADOS SRTM E ALOS – PALSAR

 

 

YESICA RAMIREZ FLORES1*; ADROALDO DIAS ROBAINA1; MARCIA XAVIER

PEITER1; MIGUEL CHAIBEN NETO1; SILVANA ANTUNES RODRIGUES1 E JÉSSICA DARIANE PIROLI 1

 

1Departamento de Engenharia Rural, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima nº 1000 Cidade Universitária, Bairro - Camobi, 97103-900, Santa Maria, RS, Brasil. E-mail: yeyiramiflo@gmail.com; diasrobaina@gmail.com; marcia.peiter@ufsm.br; miguelchaiben@gmail.com; rodrigues.silvana.a@gmail.com;  jeh.piroli@gmail.com.

* Este artigo é proveniente da dissertação de mestrado do primeiro autor.

 

 

1 RESUMO

 

Reservatórios de água doce são fontes de armazenamento e fornecimento essenciais, entretanto, sua quantificação e caracterização volumétrica é negligenciada por inúmeros fatores. Uma forma de monitorá-los é usando modelos digitais de elevação. Sua precisão razoável tornam o método confiável e de baixo custo. Assim, o estudo objetivou identificar e determinar a capacidade de armazenamento dos reservatórios da região da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul por meio de MDEs. A identificação dos reservatórios deu-se por meio dos dados SRTM e ALOS – PALSAR na geração do TIN (Rede Triangular Irregular). Na sequência foi estimado os valores de volume e área dos reservatórios para a caracterização volumétrica dos mesmos. Tendo estabelecida a distribuição espacial dos reservatórios para a área de estudo, os dados para capacidade volumétrica, área de superfície e profundidade foram transformados em equações log para validação por meio de análise estatística. Os dados derivados dos modelos TIN SRTM e TIN ALOS – PALSAR demonstram o potencial do uso dessas ferramentas na identificação e caracterização de reservatórios de forma detalhada e precisa. Demonstra-se também a confiabilidade da estimativa de área e volume, combinando estimativas de extensão desses reservatórios por meio de dados de radar com relação à área, volume e profundidade.

 

Palavras-chave: disponibilidade hídrica, sensoriamento remoto, modelos de elevação, lagos.

 

 

FLORES, Y. R.; ROBAINA, A. D.; PEITER, M. X.; CHAIBEN NETO, M.; RODRIGUES, S. A.; PIROLI, J. D.

IDENTIFICATION AND DETERMINATION OF THE STORAGE CAPACITY OF FRESHWATER RESERVOIRS DERIVED FROM SRTM AND ALOS – PALSAR DATA

 

 

2 ABSTRACT

 

Freshwater reservoirs are essential sources of storage and supply; however, their quantification and volumetric characterization are neglected due to several factors. One way to monitor them is by using digital elevation models. Its reasonable accuracy makes the method reliable and cost-effective. Thus, the study aimed to identify and determine the storage capacity of reservoirs in the West Frontier region of Rio Grande do Sul through DEMs. The identification of the reservoirs occurred through the SRTM and ALOS – PALSAR data in the generation of the TIN (Irregular Triangular Network). Then, the volume and area values ​​of the reservoirs were estimated for their volumetric characterization. Once the spatial distribution of the reservoirs for the study area was established, the volumetric capacity, surface area, and depth data were transformed into logarithmic equations for validation through statistical analysis. The data derived from the TIN SRTM and TIN ALOS – PALSAR models demonstrate the potential of using these tools in the identification and characterization of reservoirs in a detailed and precise manner. The reliability of the area and volume estimation is also demonstrated by combining estimates of the extent of these reservoirs using radar data in relation to area, volume, and depth.

 

Keywords: water availability, remote sensing, elevation models, lakes.

Publicado

2021-11-18

Como Citar

FLORES, Y. R. .; ROBAINA, A. D. .; PEITER, M. X. .; CHAIBEN NETO, M.; RODRIGUES, S. A. .; PIROLI, J. D. . CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO DE RESERVATÓRIOS DE ÁGUA DOCE DERIVADOS DE DADOS SRTM E ALOS – PALSAR. IRRIGA, [S. l.], v. 26, n. 3, p. 525–542, 2021. DOI: 10.15809/irriga.2021v26n3p525-542. Disponível em: https://irriga.fca.unesp.br/index.php/irriga/article/view/4442. Acesso em: 1 jul. 2022.